Avatar (filme)

Avatar
Avatar
Avatar (filme)Pôster promocional
 Estados Unidos
2009 •  cor •  162 min 
Gênero épico
ação
aventura
ficção científica
Direção James Cameron
Produção James Cameron
Jon Landau
Roteiro James Cameron
Elenco Sam Worthington
Zoë Saldaña
Sigourney Weaver
Stephen Lang
Michelle Rodriguez
Giovanni Ribisi
Joel David Moore
Música James Horner
Cinematografia Mauro Fiore
Edição James Cameron
John Refoua
Stephen E. Rivkin
Companhia(s) produtora(s) Lightstorm Entertainment
Dune Entertainment
Distribuição 20th Century Fox
Lançamento Reino Unido 10 de dezembro de 2009 (estreia em Londres)
Reino Unido 17 de dezembro de 2009
Portugal 17 de dezembro de 2009
Brasil 18 de dezembro de 2009
Estados Unidos 18 de dezembro de 2009
Idioma inglês
Orçamento US$ 237 milhões
Receita US$ 2.923.706.026
Cronologia
Avatar: The Way of Water
(2022)

Avatar é um filme épico de ficção científica estadunidense de 2009, escrito e dirigido por James Cameron, e estrelado por Sam Worthington, Zoë Saldaña, Michelle Rodriguez, Sigourney Weaver e Stephen Lang. O filme, que foi produzido pela Lightstorm Entertainment e distribuído pela 20th Century Fox, tem seu enredo localizado no ano 1867 e é baseado em um conflito em Pandora, uma das luas de Polifemo, um dos três planetas gasosos fictícios que orbitam o sistema Alpha Centauri. Em Pandora, os colonizadores humanos e os Na'vi, nativos humanoides, entram em guerra pelos recursos naturais do planeta e pela continuação da existência da espécie nativa. O título do filme refere-se aos corpos híbridos feitos a partir do ADN/DNA misturado de humanos e Na'vi , criados por um grupo de cientistas através de engenharia genética, para interagir com os nativos de Pandora.

O desenvolvimento de Avatar começou a ser trabalhado por James Cameron em 1994, tendo escrito o rascunho de um roteiro, com cerca de 80 páginas, sendo esse seu primeiro filme após Titanic. As filmagens deveriam ter sido iniciadas logo após esse filme, e Avatar seria lançado em 1999, mas, de acordo com Cameron, a tecnologia necessária para produzir o filme a partir de sua visão ainda não estava disponível. A língua na'vi utilizada durante o filme começou a ser criada em 2005 pelo linguista Paul Frommer, e Cameron iniciou a finalização do seu roteiro e universo ficcional no início de 2006.

O orçamento oficial de Avatar foi de 237 milhões de dólares. Porém, foi estimado um custo entre 280 milhões e 310 milhões de dólares para a produção e 150 milhões de dólares para divulgação. O filme foi lançado em 2D, 3D – usando os formatos RealD 3D, Dolby 3D, XpanD 3D e IMAX 3D – e também em 4D, na Coreia. A crítica diz que Avatar é uma inovação em termos de tecnologia cinematográfica devido ao seu desenvolvimento com visualização 3D e gravação com câmeras que foram feitas especialmente para a produção do filme, sendo um divisor de águas para questão de efeitos visuais e do cinema atual.

O filme teve sua première em Londres, no dia 10 de dezembro de 2009. Os lançamentos no Brasil e em Portugal ocorreram nos dias 18 e 17 do mesmo mês, respectivamente. Arrecadou aproximadamente 232 milhões de dólares mundialmente em seu primeiro final de semana de lançamento, a sétima maior arrecadação em um primeiro final de semana da história do cinema e a maior para um filme original, que não é adaptação ou sequência. Em menos de um mês, Avatar superou um bilhão de dólares de faturamento – o quinto filme a alcançar essa cifra –, superando Titanic com a maior bilheteria da história; manteve-se na posição continuamente até julho de 2019, quando foi ultrapassado por Avengers: Endgame, mas retornou ao primeiro lugar após um relançamento na China em março de 2021. Também tornou-se o primeiro filme a alcançar mais de dois bilhões em bilheteria. Depois desse faturamento, James Cameron confirmou que seria lançada uma sequência do filme, e, possivelmente, uma terceira, formando uma trilogia. Avatar foi nomeado em nove categorias do Oscar, incluindo Melhor Filme e Melhor Diretor, porém foi premiado apenas em três categorias: Melhor Fotografia, Melhores Efeitos Visuais e Melhor Direção de Arte.

Enredo

Concepção artística de Alfa Centauro A vista de um planeta orbitante hipotético

No ano 2154, a corporativa humana RDA explora minério em Pandora, uma das luas de Polifemo, um dos três gigantes gasosos fictícios orbitando Alpha Centauri, a 4,4 anos-luz da Terra. Os humanos têm o objetivo de explorar em Pandora as reservas de um precioso minério chamado Unobtainium. Parker Selfridge (Giovanni Ribisi), chefe da operação mineradora, emprega ex-soldados e ex-fuzileiros como mercenários.

Pandora é habitado por uma espécie de humanoides chamada Na'vi. Medindo quase 3 metros de altura, com cauda, ossos naturalmente reforçados com fibra de carbono e pele cor azul, os Na'vi vivem em harmonia com a natureza e são considerados primitivos pelos humanos. Eles veneram a deusa da vida, chamada Eywa. Os humanos não são capazes de respirar na atmosfera de Pandora, a qual é rica em dióxido de carbono, metano e amônia. Além disso, não têm uma convivência pacífica com os Na'vi por não entenderem sua cultura de venerar e sentir profundamente a natureza.

Os pesquisadores humanos coordenados por Dra. Grace Augustine (Sigourney Weaver) criaram o Programa Avatar, híbridos humano-Na'vi geneticamente modificados. Um humano que compartilhe material genético com um Avatar é mentalmente ligado e pode se conectar através de conexões neurais que permitem o controle do corpo do Avatar. Jake Sully (Sam Worthington) é um ex-fuzileiro paraplégico, que vai para Pandora querendo dinheiro para uma operação que o curaria da paralisia. O irmão gêmeo de Jake, Thomas, era um cientista do programa Avatar e ao morrer, Jake é chamado para assumir seu lugar no programa por sua similaridade genética que permitiria compatibilidade com o Avatar do irmão. Dra. Augustine não fica contente com a substituição, pois o irmão de Jake era um cientista com anos de treinamento para participar do programa. Jake, por sua vez, nunca usou um Avatar e não tem nenhum conhecimento sobre a cultura Na'vi. A equipe de pesquisa deixa que ele participe do programa, tendo-o mais como um segurança do que como um cientista.

Quando Jake está servindo de escolta para Grace e o biólogo Norm Spellman (Joel David Moore) em forma de Avatar, ele é atacado por uma criatura local e se perde do resto do grupo. Na selva, é salvo por uma Na'vi fêmea, Neytiri (Zoë Saldaña). Neytiri inicialmente quer deixar Jake, mas após ele ser coberto por sementes da Árvore da Vida, decide levá-lo para a Árvore-Lar, onde mora seu clã, os Omaticaya.

Quando o Coronel Miles Quaritch (Stephen Lang) ouve sobre a ligação próxima de Jake aos Na'vi, que está sendo ensinado sobre Pandora por Neytiri, promete-lhe pernas funcionais em troca de convencer os Omaticaya a saírem da Árvore-Lar, que fica sobre uma imensa reserva de Unobtainium. Em três meses, Jake acaba se envolvendo com os Na'vis e se apaixona pelo planeta Pandora, sua cultura e seu modo de vida e começa a preferir o modo de vida dos Na'vi, se une aos Omaticaya e inicia um relacionamento com Neytiri, Jake desiste da sua missão e passa a se considerar parte dos Na'vis e do Planeta Pandora. Sua mudança de lealdade é demonstrada quando Jake ataca máquinas da RDA que vieram destruir a Árvore-Lar. Ao ver o acontecimento, Quaritch desliga Jake de seu avatar, e descobre um vídeo-diário em que Jake diz que os Na'vi jamais deixarão a região. Isso faz Quaritch ordenar a destruição da Árvore, e Grace discorda, dizendo que afetaria a rede neural bio-botânica de Pandora. Parker Selfridge dá a Grace e Jake uma hora para eles convencerem os Na'vi a abandonarem a área.

Porém ao revelarem a missão, os Omaticaya consideram Jake e Grace traidores, e os aprisionam. Quaritch ataca a Árvore-Lar, matando muitos Omaticaya, inclusive Eytucan (Wes Studi) chefe do clã e pai de Neytiri. Jake e Grace são desconectados dos Avatares e aprisionados junto com Norm. A piloto Trudy Chacon (Michelle Rodriguez), revoltada com as ações recentes, os libertam. Na fuga, Grace é baleada por Quaritch. Com Grace morrendo, Jake resolve pedir ajuda aos Omaticaya. Após domar o Toruk, uma besta que só cinco Na'vi conseguiram montar, Jake voa até a Árvore das Almas, onde os Omaticaya se refugiaram, e pede a ajuda deles para salvar Grace. Há uma tentativa de transferir a alma de Grace para seu avatar, mas os ferimentos da cientista são graves demais e ela morre.

Jake e Tsu'Tey (Laz Alonso), o novo líder Omaticaya, usam o Toruk para voar até os diferentes clãs Na'vi e convencê-los a se juntar em sua luta. Depois, Jake reza para Eywa, pedindo sua ajuda - as tropas de Quaritch planejam destruir a Árvore das Almas. Na batalha que segue, muitos Na'vi morrem, incluindo Tsu'Tey e Trudy, e a derrota parece próxima, mas então como um milagre, Eywa, a deusa dos Na'vis resolve intervir na batalha fazendo a fauna de Pandora atacar e tirar a vantagem da RDA. Jake destrói um bombardeiro, e Quaritch retalia atacando o prédio onde está a cápsula de controlar avatares com o corpo de Jake. Jake é exposto a atmosfera e quase morre, mas é salvo por Neytiri após esta matar Quaritch.

Selfridge e os militares são expulsos de Pandora, mas os Na'vi deixam os cientistas permanecerem. Os Omaticaya tomam posse da fortaleza humana para eles e a tornam sua nova casa. Jake se torna líder dos Omaticaya, e tem sua alma transferida permanentemente para seu avatar por meio da Árvore das Almas.

Elenco e personagens

Humanos

Navi

Criaturas

Dublagem brasileira

Produção

James Cameron na San Diego Comic-Con de 2009 promovendo o filme

James Cameron começou a escrever o roteiro em 1995, buscando inspiração em toda ficção científica que lia quando criança, em particular as aventuras de John Carter em Marte na série Barsoom de Edgar Rice Burroughs, além das histórias de aventuras na selva de Henry Rider Haggard. O cineasta explicou que Avatar possui temas compartilhados como os filmes Brincando nos Campos do Senhor, A Floresta de Esmeraldas e Princesa Mononoke que mostram confrontos entre culturas e civilizações. Ele também reconhece a conexão com Danças com lobos, onde um soldado vive em uma cultura tribal contra quem lutou inicialmente.

O texto final fora feito em 2006, com a ajuda de um linguista da USC para criar o idioma dos extraterrestres. Cameron anunciou a produção em 2005 como "Projeto 880", que seria um dos seus futuros projetos junto com uma adaptação de mangá, Battle Angel. Em fevereiro de 2006, Cameron anunciou que o "Projeto 880" era uma reformulação de Avatar, um filme que ele tentou produzir anos antes, e ele faria o filme antes de Battle Angel. Em Novembro de 2006, Cameron declarou que caso Avatar faça sucesso, ele se disponibilizaria a fazer 3 continuações.

Em 2007, a Paramount Pictures anunciou uma adaptação da animação Avatar: A Lenda de Aang para o cinema, sob direção de M. Night Shyamalan. Como o título Avatar já estava registrado pela 20th Century Fox para o filme de James Cameron, os estúdios entraram em conflito, forçando a Paramount a mudar o título do filme de Avatar: The Last Airbender para apenas The Last Airbender.

Avatar foi filmado em 3D, com os atores sendo transformados em versões digitais por captura de movimento. Cameron disse que optou por esse sistema pelos avanços trazidos em personagens como Gollum, King Kong e Davy Jones.

É a produção mais cara da história do cinema, em sentido técnico, com orçamento estimado em 500 milhões de dólares. Foram 237 milhões de dólares apenas para a execução do filme, sendo a 4ª produção mais cara da história do cinema. Os outros 263 milhões de dólares foram gastos nas novas tecnologias e marketing.

Os efeitos visuais, criaturas digitais e ambientes virtuais foram produzidos principalmente pelas empresas de Peter Jackson e George Lucas, WETA Digital e Industrial Light & Magic, respectivamente. Cameron preferiu a WETA depois de assistir ao O Senhor dos Anéis: As Duas Torres e testemunhar aos resultados técnico-realistas de Gollum, e depois, em O Senhor dos Anéis: O Retorno do Rei, e testemunhar o resultado espetacularmente fantasioso do qual ele precisava. A ILM fora utilizada para "dar vida" às grandes explosões na trama (sendo essa é uma das especialidades da empresa, em especial na saga Star Wars) e, também, como reforço para dar mais realidade a tudo o que era produzido pela WETA e as outras empresas envolvidas.

Música e trilha sonora

O compositor James Horner fez a trilha sonora do filme, sua terceira colaboração com James Cameron depois de Aliens, o Resgate e Titanic. Horner gravou partes da trilha com um pequeno coral cantando na língua alien dos Na'vi em março de 2008. Ele também trabalhou com Wanda Bryant, uma etnomusicóloga, para criar a cultura musical dos Na'vi.

A cantora inglesa Leona Lewis foi escolhida para cantar a música tema do filme, chamada "I See You".

Recepção

Avatar teve boas críticas, elogiando os visuais e considerando a história eficaz, apesar de tradicional. Alguns críticos previam um fracasso comercial (similar ao que diziam sobre Titanic antes de virar a maior bilheteria da história), mas o filme estreou faturando 232.180.000 de dólares mundialmente em seu primeiro fim de semana, com 77 milhões apenas nos Estados Unidos. Também iniciou no topo das bilheterias de Brasil — com 8,4 milhões de reais e 750 mil espectadores — e Portugal — 1.186.227,98 de euros e 209.637 espectadores. Em 3 de janeiro de 2010 Avatar se tornou o quinto filme a ultrapassar a bilheteria global de 1 bilhão de dólares, depois de Titanic, O Senhor dos Anéis: O Retorno do Rei, Piratas do Caribe: O Baú da Morte e Batman: O Cavaleiro das Trevas. Até 31 de janeiro, o filme tinha faturado 594 milhões de dólares nos EUA e Canadá e 1,445 bilhões no resto do mundo, ultrapassando a cifra de 2 bilhões de dólares, a maior bilheteria da história se não considerados os reajustes inflacionários.

No Brasil, Avatar ultrapassou o recorde anterior de A Era do Gelo 3, tornando-se a maior bilheteria do país com mais de 102,3 milhões de reais (quase 64 milhões de dólares), arrecadados e levando 9,1 milhões de pessoas ao cinema. A bilheteria foi superada um ano depois por Tropa de Elite 2: o Inimigo agora É Outro, com 104 milhões de reais.

Em Portugal com 1.207.749 espectadores nas salas de cinema, tornou-se no filme mais visto de sempre, sendo apenas superado em 2019 pelo filme O Rei Leão.

Acusações de plágio

Desde sua divulgação, o filme Avatar tem recebido inúmeras acusações de plágio, que vão desde o enredo, reivindicado por um escritor chinês que alega que 80% da produção hollywoodiana é plagio de seu livro, até a imagem dos Na'vi, que são quase idênticas aos personagens dos quadrinhos da década de 1980, Timespirits.

Jogo

O filme também foi adaptado para vídeo game, suas principais plataformas são Playstation 3, XBOX 360, Nintendo DS, Playstaion Portable (PSP) e PC, o jogo não é a história fiel ao filme, mas sim uma história que acontece antes do filme, em que os protagonistas são outros heróis.

Prêmios e indicações

Óscar (2010)

Ano Categoria Resultado
2010 Melhor Filme Indicado
Melhor Diretor - James Cameron Indicado
Melhor Edição Indicado
Melhor Fotografia Venceu
Melhor Direção de Arte Venceu
Melhores Efeitos Visuais Venceu
Melhor Edição de Som Indicado
Melhor Mixagem de Som Indicado
Melhor Trilha Sonora Indicado

Globo de Ouro (2010)

Ano Categoria Resultado
2010 Melhor Filme Venceu
Melhor Diretor - James Cameron Venceu
Melhor Canção Original - I See You Indicado
Melhor Trilha Sonora Indicado

Sequências

Antes do lançamento de Avatar, James Cameron esperava produzir uma ou três sequências do filme, caso ele fosse bem-sucedido. Mais tarde, ele confirmou que a primeira sequência seria realmente lançada, e que iria se focar no oceano do planeta Pandora e deve continuar a seguir os personagens Jake e Neytiri.

Referências

  1. Cinepop. «'Avatar' ganha dois cartazes e duração». Consultado em 22 de abril de 2010 
  2. a b Patten, D. (3 de dezembro de 2009). «'Avatar's' True Cost -- and Consequences» (em inglês). TheWrap. Consultado em 12 de dezembro de 2009 
  3. «Avatar» (em inglês). Box Office Mojo. Consultado em 30 de junho de 2023 
  4. Q. Choi, Charles (28 de dezembro de 2009). «Moons like Avatar's Pandora could be found» (em inglês). MSNBC. Consultado em 23 de abril de 2010 
  5. a b Abou-Jaoude, Paoula (18 de dezembro de 2009). «'Não queria animação em 'Avatar', queria interpretação', diz diretor James Cameron». G1. Globo.com. Consultado em 23 de abril de 2010 
  6. «Synthetic actors to star in Avatar». St. Petersburg Times (em inglês). Google News. 12 de agosto de 1996. Consultado em 23 de abril de 2010 
  7. Murano, Edgard. «A língua de Avatar». Revista Língua. Consultado em 23 de abril de 2010 
  8. «Crafting an Alien Language, Hollywood-Style» (em inglês). USC Marshall. Consultado em 23 de abril de 2010 
  9. Barnes, Brooks (20 de dezembro de 2009). «'Avatar' Is No. 1 but Without a Record» (em inglês). The New York Times. Consultado em 20 de dezembro de 2009 
  10. Fritz, Ben (20 de dezembro de 2009). «Could 'Avatar' hit $1 billion?» (em inglês). Los Angeles Times. Consultado em 20 de dezembro de 2009 
  11. Keegan, R. (3 de dezembro de 2009). «How Much Did Avatar Really Cost?» (em inglês). Vanity Fair. Consultado em 23 de dezembro de 2009 
  12. Sunhee, Han (5 de fevereiro de 2010). «'Avatar' goes 4D in Korea» (em inglês). Consultado em 22 de fevereiro de 2010 
  13. «James Cameron's 'Avatar' Film to Feature Vocals From Singer Lisbeth Scott» (em inglês). Newsblaze.com. Consultado em 6 de dezembro de 2009 
  14. «James Cameron's Avatar premieres in London» (em inglês). BBC. 11 de dezembro de 2009. Consultado em 23 de abril de 2010 
  15. ««Avatar» estreia em Portugal em quase 90 salas». Cinema.sapo.pt. 13 de dezembro de 2009. Consultado em 23 de abril de 2010 
  16. Hessel, Marcelo (28 de novembro de 2009). «Avatar terá cópias 3D no Brasil tanto dubladas quanto legendadas». Omelete. Consultado em 23 de abril de 2010 
  17. «"Avatar" arrecada US$ 232 milhões pelo mundo no final de semana de estreia». Abril. 20 de dezembro de 2009. Consultado em 23 de abril de 2010 
  18. a b Dean Goodman (20 de dezembro de 2009). «"Avatar" leads box office, despite blizzard» (em inglês). Reuters. Consultado em 20 de dezembro de 2009 
  19. «'Avatar' passa 'Titanic' tornando-se a maior bilheteria da história do cinema». O Globo. 26 de janeiro de 2010. Consultado em 23 de abril de 2010 
  20. Rubin, Rebecca (20 de julho de 2019). «'Avengers: Endgame' Passes 'Avatar' to Become Biggest Movie in History». Variety (em inglês). Consultado em 21 de julho de 2019 
  21. Tartaglione, Nancy (13 de março de 2021). «'Avatar' Overtakes 'Avengers: Endgame' As All-Time Highest-Grossing Film Worldwide; Rises To $2.8B Amid China Reissue – Update». Deadline Hollywood. Consultado em 13 de março de 2021 
  22. «Avatar ultrapassa os US$ 2 bilhões no mundo». Reuters. UOL. 31 de janeiro de 2010. Consultado em 23 de abril de 2010 
  23. «James Cameron confirma a sequência de 'Avatar'». Terra. 8 de janeiro de 2010. Consultado em 8 de janeiro de 2010 
  24. Tomazzoni, Marco (2 de fevereiro de 2010). «"Avatar" e "Guerra ao Terror" lideram indicações ao Oscar 2010». Último Segundo. Consultado em 23 de abril de 2010 
  25. «"Avatar" confirma favoritismo com Oscar de efeito especial». Folha Online. 8 de março de 2010. Consultado em 23 de abril de 2010 
  26. a b «Corliss Appraises Avatar: A World of Wonder». Time magazine. Consultado em 14 de dezembro de 2009 
  27. «Banshee - www.pandorapedia.com» (em inglês) 
  28. «Dire Horse - www.pandorapedia.com» (em inglês) 
  29. «Thanator - www.pandorapedia.com» (em inglês) 
  30. «Viperwolf - www.pandorapedia.com» (em inglês) 
  31. «Hammerhead Titanothere - www.pandorapedia.com» (em inglês) 
  32. «Dublagens». DelartRio. Consultado em 21 de maio de 2022. Cópia arquivada em 20 de maio de 2022 
  33. Jeff Jensen (10 de janeiro de 2007). "Great Expectations (page 2)". Entertainment Weekly
  34. Geoff Boucher (14 de agosto de 2009). «James Cameron: Yes, 'Avatar' is 'Dances with Wolves' in space...sorta». Hero Complex. Los Angeles Times.
  35. http://www.slashfilm.com/2008/04/15/m-night-shyamalans-the-last-airbender-gets-release-date-avatar-dropped-from-title/
  36. Jeff Jensen (10 de janeiro de 2007). «Great Expectations». Entertainment Weekly. Consultado em 28 de janeiro de 2007 
  37. «James Cameron reinventa a tecnologia 3D com 'Avatar'» 
  38. Mikael Carlsson (19 de junho de 2007). «Fox confirms Horner on Cameron's 'Avatar'». Film Music Weekly  |acessodata= requer |url= (ajuda)
  39. Ann Lucas (outono de 2007). «Alumni News» (PDF). UCLA Department of Ethnomusicology. Consultado em 24 de julho de 2008 
  40. Fukushima, Glenn (16 de novembro de 2009). «Atlantic Unveils "AVATAR: MUSIC FROM THE MOTION PICTURE"; Official Companion Album to James Cameron's Upcoming Epic Adventure Features Music Composed & Conducted by Oscar®-Winner James Horner, Plus "I See You (Theme From Avatar)," Performed by Leona Lewis». marketwire. Consultado em 22 de novembro de 2009 
  41. «Avatar». Rotten Tomatoes. Consultado em 25 de dezembro de 2009 
  42. Levin, Josh (10 de dezembro de 2009). «Here Come the Cats With Human Boobs. Is Avatar destined to flop?». Slate. Consultado em 20 de dezembro de 2009 
  43. Ebert, Roger (11 de dezembro de 2009). «Avatar». RogerEbert.com. Chicago Sun-Times. Consultado em 17 de dezembro de 2009 
  44. Engber, Daniel (22 de agosto de 2009). «Avatar = "Apocalypto" + George Lucas». Slate. Consultado em 22 de dezembro de 2009 
  45. «Avatar é o campeão de bilheteria no Brasil». Salada Cultural. 23 de dezembro de 2009. Consultado em 27 de dezembro de 2009 
  46. «RANKING DA SEMANA: 17-12-2009/23-12-2009» (PDF). Instituto de Cinema e Audiovisual. Consultado em 3 de janeiro de 2010 
  47. «'Bilheteria USA: Avatar». Omelete. 31 de janeiro de 2010. Consultado em 31 de janeiro de 2010 
  48. http://cinema.terra.com.br/interna/0,,OI4741282-EI1176,00.html
  49. «"Tropa de Elite 2" tem maior bilheteria da história do Brasil». iG. 27 de dezembro de 2010. Consultado em 17 de agosto de 2011 
  50. «Tropa de Elite 2»  e-pipoca
  51. «"O Rei Leão" é o filme mais visto de 2019 (e de sempre) em Portugal» 
  52. Folha: Escritor chinês reivindica direitos autorais do filme "Avatar"
  53. Revista Galileu: Veja as obras que Avatar é acusado de plagiar
  54. a b http://www.baixakijogos.com.br/ps2/james-camerons-avatar-the-game/previas/5786
  55. «Segunda parte de "Avatar" deve tratar do oceano de Pandora Algum tempo depois começaram os rumores de que o filme iria chamar-se de "Avatar: Pandora's Sea".». UOL. 21 de abril de 2010. Consultado em 21 de abril de 2010 
  56. Ditzian, Eric (21 de dezembro de 2009). «James Cameron Talks 'Avatar' Sequel Plans» (em inglês). MTV. Consultado em 21 de abril de 2010