Baixo

Aspeto mover para a barra lateral ocultar

O baixo, também comummente conhecido como guitarra baixo ou mesmo viola baixo, é um instrumento musical da família guitarras, que apresenta características harmónicas e melódicas mais graves. Pode ser acústico ou elétrico. O baixo acústico e muito maior que o elétrico.

O recurso a este instrumento, encontra forte expressão na música tradicional portuguesa.

Variedades

Entre os baixos mais comummente encontrados estão as seguintes variações:

Baixo elétrico

O baixo ou baixo elétrico, que pode ser encontrado na maioria das bandas de rock, pop, jazz; possui corpo sólido e captadores para amplificar o seu som. O primeiro foi lançado em 1936.

O baixo elétrico é um instrumento relativamente novo em comparação ao baixo acústico. Lançado no fim de 1951, a criação de Leo Fender ajudou a resolver muitos problemas dos baixistas existentes até então. A revolucionária versão do instrumento musical no século XX foi inspirado na guitarra elétrica Telecaster. Fender batizou o primeiro baixo elétrico de Preconício e era um Precision Bass.

Contrabaixo

É o instrumento que deu origem ao baixo elétrico e é comumente utilizado em peças orquestrais, na música erudita e no jazz. É tocado na vertical utilizando vara ou simplesmente o pizzicato, o corpo tem o mesmo formato do instrumentos da família dos violinos, porém pode chegar a ter 1,80m de altura, além de ter cordas específicas para ele e escala sem trastes. Alguns modelos são eletrificados apresentando captadores dentro da caixa acústica e outros modelos desses baixos verticais são totalmente elétricos. Eles são um pouco menores já que não tem a necessidade da caixa acústica avantajada.

Baixolão (Bras)

É uma versão similar um violão mas com o corpo e braço um pouco maiores, pode ser tocado na mesma postura acústica do violão, onde o músico permanece com o baixo acústico descansando sobre suas pernas na posição horizontal com o músico sentado ou sustentado por uma correia se tocado em pé.

Jaco Pastorius, um expoente do estilo fretless

Sem trastes ou fretless

Fretless ("sem traste") é o nome na língua inglesa para o contrabaixo sem os trastes, estes "ferrinhos" que dividem o braço do instrumento em semitons. O modelo sem trastes é comum entre os contrabaixos clássicos (que fazem parte da seção dos instrumentos de cordas em uma orquestra) e também pode ser encontrado entre os baixos elétricos.

Cordas

Existem baixos com a mais diversas quantidade de cordas. Pode chegar a ter 18 cordas. Porém, os mais comuns possuem quatro as quais geralmente são em uma oitava abaixo do violão. As afinações mais comuns são:

(Considerando da corda mais aguda para a mais grave)

Em baixos de 4 cordas Em baixos de 5 cordas tem duas afinações muito comuns que variam de acordo com a corda adicionada sendo à 1ª ou à 5ª Em baixos de 6 cordas Em baixos de 7 cordas tem a mesma afinação padrão do baixo de 6 cordas porém acrescentada de uma corda mais aguda seguindo a afinação em quarta das outras cordas

Baixos com cordas duplas e triplas

Possuem as mesmas afinações dos baixos com cordas simples porém em duplicatas ou triplicatas, portanto, um baixo com seis cordas em triplicatas chega a 18 cordas.

Ver também

Referências

  1. Infopédia. «baixo | Dicionário Infopédia da Língua Portuguesa». Infopédia - Porto Editora. Consultado em 4 de junho de 2022 
  2. Infopédia. «guitarra baixo | Dicionário Infopédia da Língua Portuguesa». Infopédia - Porto Editora. Consultado em 4 de junho de 2022 
  3. Infopédia. «viola baixo | Dicionário Infopédia da Língua Portuguesa». Infopédia - Porto Editora. Consultado em 4 de junho de 2022 
  4. «Arquivo de Viola Baixo». A Música Portuguesa a Gostar dela Própria. Consultado em 1 de fevereiro de 2023 
  5. a b «O instrumento injustiçado: qual é a função do baixo na música?». Super. Consultado em 26 de dezembro de 2020 
  6. JENKINS, LUCIEN (2009). Manual Ilustrado Dos Instrumentos Musicais. São Paulo: Irmãos Vitale. p. 325. ISBN 978-8574072524