A formação das montanhas

Desde a antiguidade, as montanhas sempre fascinaram o homem. Suas alturas e grandiosidade, muitas vezes vistas como divinas, fizeram parte das mais diversas culturas e lendas. Porém, como se formaram essas gigantes da natureza? Esse é o questionamento que iremos explorar hoje.

O que são montanhas?

Antes de entendermos como as montanhas se formam, é importante sabermos o que elas são. As montanhas são formações geológicas elevadas, que podem chegar a diversas altitudes. Elas se caracterizam por terem uma base mais alargada e um pico mais alto, podendo ter diferentes formas e surgir nos mais diversos lugares do mundo.

Como as montanhas se formam?

A formação das montanhas é um processo complexo e que ocorre ao longo de milhões de anos. Basicamente, elas surgem quando ocorrem movimentações tectônicas na crosta terrestre, que culminam na elevação da superfície. Existem três principais formas de montanhas se formarem:

Montanhas de dobra

Esse tipo de montanha é formado a partir do choque entre duas placas tectônicas. Quando as placas se encontram, uma delas é submetida a uma grande pressão, que resulta em dobras e fraturas na crosta terrestre. Com o tempo, essas deformações e fraturas vão se acumulando e contribuindo para a formação de grandes cadeias montanhosas.

Montanhas de falha

As montanhas de falha acontecem quando há um deslocamento vertical de blocos de rochas na crosta terrestre. Esse deslocamento pode ser causado por atividade sísmica ou movimentações na crosta terrestre e resulta na formação de uma espécie de escarpa, com uma face inclinada e uma face mais plana. Exemplos de montanhas de falha podem ser observados na região do Grande Vale do Rift, na África.

Montanhas vulcânicas

As montanhas vulcânicas são formadas a partir do acúmulo de lava e detritos vulcânicos. Esses materiais são expelidos por vulcões e formam camadas que, com o tempo, se acumulam e dão origem a uma montanha. Um exemplo clássico de montanha vulcânica é o Monte Fuji, no Japão.

Curiosidades sobre as montanhas

As montanhas, além de imponentes, guardam uma série de curiosidades em seu interior. Algumas delas são:

  • O Monte Everest é a montanha mais alta do mundo, com 8.848 metros de altitude;
  • Acordar mais cedo nas montanhas ajuda na aclimatação ao ar rarefeito;
  • O Monte Roraima, na fronteira entre Brasil, Venezuela e Guiana, tem um platô no seu topo que é considerado um dos pontos mais antigos da Terra;
  • A Cordilheira dos Andes, na América do Sul, é a maior cadeia montanhosa do mundo, com mais de 7 mil quilômetros de extensão;
  • As montanhas também são fontes de água potável e abrigo para diversas espécies animais e vegetais.

Conclusão

As montanhas são formações naturais magníficas e de grande importância para o equilíbrio e a diversidade da vida na Terra. Sua formação, embora complexa e demorada, é um processo fundamental para a evolução da crosta terrestre. Esperamos ter ajudado a entender melhor como esses gigantes da natureza surgem e a admirá-los ainda mais.